Êxodo: Governo comunista argentino pede que jovens não fujam do país devido a crise

Com o agravamento da crise econômica e política na Argentina, o governo comunista de Alberto Fernandez agora faz campanha para pedir aos jovens que permaneçam no país.

Não se vão. A Argentina está começando a virar a página não só da pandemia, mas também da desilusão e do desespero do último governo [de Mauricio Macri]. Não saiam e não desistam – disse o chefe do Gabinete de Ministros, Santiago Cafiero, a um público majoritariamente jovem durante a apresentação do programa Te Sumo (Te incluo, em tradução livre), que promove a inserção de jovens em pequenas e médias empresas.

Fonte: Pleno News

A Argentina passa por um momento conturbado, com a crise que já era iminente desde o governo da também esquerdista Cristina Kirchner, que hoje é vice-presidente, e agora amarga uma inflação acumulada em 26% desde Janeiro de 2021.

Já começamos a avançar da crise da pandemia, da crise do emprego gerada pelo fechamento para as políticas de cuidado. Isso aconteceu no mundo todo e aqui também. Já estamos avançando. Os níveis de emprego e de produção já estão excedendo os de 2019 – acrescentou Santriago.

Lembrando que a Argentina foi um dos países que mais fez restrições ao comércio, chegando até a apreender veículos de pessoas que descumprissem a quarentena totalitária, e hoje a economia está em frangalhos, com fuga de capital e de cidadãos, para o estrangeiro.

COMPARTILHE NAS SUAS REDES SOCIAIS:

One thought on “Êxodo: Governo comunista argentino pede que jovens não fujam do país devido a crise

Comments are closed.