Governadores abandonam Doria e pedem reunião com Bolsonaro

O programa Pingo nos Is comentou que governadores jogaram a toalha e pediram uma reunião com o Presidente Jair Bolsonaro, afim de “apaziguar” a tensão política no país.

Após a escalada autoritária do STF, o Presidente reagiu pedindo o impeachment de Alexandre de Moraes e ainda disse que vai pedir o impeachment de outro ministro, Luis Barroso. Os ministros são acusados de atos inconstitucionais e censura a liberdade expressão.

Liderados por Doria, alguns governadores enviaram uma carta de apoio ao STF, na qual, segundo a CNN, até colocariam forças policiais estaduais a disposição da Suprema Corte.

O ato, visto por muitos brasileiros como uma ameaça direta ao Planalto, repercutiu também entre lideranças das policias militares, que deixaram claro que, em caso de escolha, escolherão o lado do Presidente da República.

Coincidência ou não, governadores que incitaram a radicalização ideológica no país parecem baixar o tom, como é o caso do governador petista Welligton Dias, ligado a diversos casos de corrupção, que agora pede “diálogo” com Jair Bolsonaro:

inscreva-se no canal

COMPARTILHE: