Advogado pede prisão de Alexandre de Moraes por tortura

Um advogado, identificado como Paulo Faria, realizou um pedido de prisão contra o Ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, por crime inafiançável de tortura, nesse sábado (10).

Os excessos e tortura denunciados, partem de prisões ilegais feitas inconstitucionalmente de maneira monocrática pelo ministro, incluindo a do deputado federal Daniel Silveira, por ‘crime de opinião’, algo que só acontece em ditaduras:

O recebimento e processamento da presente representação, em ação penal pública incondicionada, […] especialmente para denunciar o cometimento continuado e ininterrupto do crime de tortura praticado pelo Representado, Alexandre Dr. Moraes, ministro do STF, contra Daniel Lúcio da Silveira, deputado federal que se encontra preso ilegalmente, e torturado desde 16/02/2021, e diante da condição flagrante delito por crime inafiançável do agente público mencionado, […] pugna-se pela decretação imediata de sua prisão”, relata o advogado na ação.

Paulo Faria também informou que encaminhou uma Representação Criminal para a Corte Interamericana e para a Procuradoria Geral da República (PGR).

Nas redes sociais, o deputado general Girão comentou o caso citando irregularidades do STF e afrontas a Constituição:

COMPARTILHE: